A SACUDIDA - O BANHO - A ESCALADA

sexta-feira, novembro 28, 2014


Oi Gurias e Guris!


Aqui vai mais um relato de como comecei a me recuperar de uma depressão profunda e como saí do fundo do poço...
 
A SACUDIDA.

Lá estava eu, um corpo atirado no sofá (num deles, o outro estava cheio de roupas), alheia ao que estava acontecendo a minha volta, perdida em um mundo paralelo - uma tal de cidade/fazenda que literalmente me tirava de órbita - quando minha filha (de 6 anos) postou-se de pé ao meu lado com as mãos na cintura, feito um açucareiro, olhou bem pra minha cara e tascou sem dó:
- Mãe, por que tu não toma mais banho???

Putz! A coisa estava muito feia mesmo!
Naquele momento a minha reação mais rápida, infelizmente, foi mentir...
 - Como assim?! Tomo banho depois que vocês dormem...
Ela aceitou mas não pareceu convencida.

O BANHO.

Com um aperto no peito por conta da pergunta, cheguei a ter ânsias antes de dormir.
Depois que meus três bebês pegaram no sono, aproveitei a insônia (rotineira) e resolvi fazer a mentira virar verdade. Criei coragem (ou vergonha na cara!) e fui ao banho.

E que banho!
Me senti tão bem que aproveitei pra fazer uma depilação (zinha) com lâmina mesmo... Nossa! A sensação é indescritível...
Foi ma-ra-vi-lho-so, definitivamente ressuscitador, essa é a palavra!
Parecia que eu havia tirado um peso de cima de mim, me senti mais leve mesmo!

A ESCALADA.

Completamente relaxada e com um sorriso nos lábios (pura satisfação...) me sentei no sofá pra curtir o momento...
Como curtir o momento em sua plenitude sem curtir a paisagem???

O chão sujo, um sofá desaparecido debaixo de uma pilha gigantesca de roupas (limpas, pelo menos), coisas como caixas, material escolar e artesanato, papéis e brinquedos amontoados em cima e embaixo da mesa, a pia tão cheia de louça suja que se eu precisasse de qualquer coisa (prato, panela ou talher) eu teria que lavar pois estava na pia e não no armário...

Pensei: "Preciso dar um jeito nisso, caso contrário não me recuperarei nunca! Mas por onde começar???"
Foi quando peguei meu celular e ao invés de conectar a cidade/fazenda digitei no google: Por onde começar a arrumar a bagunça?

O primeiro site/blog que apareceu foi o Vida Organizada da Thais Godinho.
Não arrumei nada mas li muito, fiz muitas anotações e planos.
Fui dormir só quando o Mozão - marido - chegou do trabalho (5:00 da manhã), nem vi o tempo passar e estava me sentindo outra!
Era uma manhã de sábado, perfeito pra começar uma programação de organização que depois vou contar como foi.

Até a próxima! o/
.

You Might Also Like

9 comentários

  1. Tais, vi seu depoimento no Vida Organizada e passei a acompanhar seu blog. Estou aqui na torcida. Sei que você vai continuar sua caminhada de vitórias e conquistas. Não desista! Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Mayra. Estou me esforçando...
      Um beijo.

      Excluir
  2. Amando ler a historia toda Tais! :)


    bjs

    fernandamouta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Tais,
    Vi seu depoimento no Vida Organizada e foi muito legal da sua parte compartilhar. Parabéns! Vim aqui para ver mais e te dizer que cada dia é uma vitória para quem tem depressão. Eu tenho e luto com fases, de altos e baixos. Tomo remédio há alguns anos e isso me ajuda muito. Claro que tenho um profissional por trás, receitando o remédio. A vida não é um mar de rosas, mas o remédio me ajuda a ter clareza de raciocínio aliada a força de vontade que tem que vir de dentro. Tipo a que você teve ao responder de imediato à pergunta da sua filha. Foi a sua motivação maior, não é mesmo? Roberta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pela visita e pelo comentário. Tomara que você se recupere logo. Força!
      Um beijo.

      Excluir
    2. Taís, adorei o teu blog! Tu és super corajosa por falar das tuas lutas, teus medos, aflições...(e quem não tem?)
      Falar de vitórias é assunto fácil, mas das nossas fraquezas é muito difícil, não tenho dúvida que vais encontrar muitas pessoas que se identificam contigo e que perceberão que não estão sozinhas. Te desejo muita força e tenho certeza que vais (e já estás) superando muitos obstáculos.Beijo e tudo de bom! <3

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Que bom ler teu comentário, Queti. Hoje já estou bem melhor, graças a muito esforço e àquela força que vem de dentro, sabe. Força essa que por um bom tempo ficou adormecida. A recaída parece estar sempre à espreita... mas toda vez que consigo perceber tento "me mexer" de alguma forma: brincando com as crianças, lendo um livro, organizando alguma parte da casa ou escrevendo pro blog.
      Muito obrigada pelo apoio.

      Um grande beijo e tudo de bom.

      Excluir

Não saia sem comentar!
Sua opinião é sempre bem-vinda e importante pra mim e pro blog.
Responderei a todos os comentários.

Obrigada pela visita.
Volte sempre!