365 DIAS...

terça-feira, setembro 22, 2015




Oi Gurias e Guris!

Aqui estou eu... VIVA!
Não lembro se já mencionei, em algum desses textos sobre a minha recuperação, o porquê de eu comemorar "dias sem pensar em morrer" em vez de "dias de recuperação" ou qualquer outra coisa que o valha...
Ainda estou vivendo entre altos e baixos e tenho a sensação (quase uma certeza) de que estarei eternamente "em recuperação". E muito antes dessa fase começar, quando meu mundo parecia estar ruindo (e parte dele ruiu) e nada mais parecia fazer sentido... eu tinha apenas um pensamento, diário o repetitivo: morrer.

Então, quando comecei a fazer uso das dicas e "ensinamentos" dos blogs Vida Organizada, Organização e Otimização do Seu Tempo e FLY Lady pra colocar ordem na minha casa e consequentemente na minha vida, a primeira coisa que percebi (além da volta do meu bem-estar) foi que com o passar dos dias eu não pensei mais em morrer...
Meu pensamento começou a se fixar em só fazer coisas pra melhorar cada vez mais, por mim e por meus filhos!

Tá, não faz exatamente 365 dias mas 373...
Foi bem complicado escrever esse texto!
Pensei em fazer um "review" nos meus posts antigos, lá do comecinho do blog, e enumerar meus avanços mas não foi legal. Só de pensar em tudo o que passei...
Não foi a pior história que alguém possa ter lido, mas sentir dor na alma, ficar alheia a tudo em volta sem ter forças pra reagir e torcer todas as noites para não abrir os olhos no dias seguinte... foi bastante ruim pra mim.
Relembrar de tudo isso trouxe uma sensação de invalidez tão ruim que preferi adiar a escrita.

Também houve um grande evento na família que "me atrasou" um pouquinho mais mas valeu a pena: o casamento religioso dos meus pais - depois de 40 anos de convivência e 32 anos de "papel passado".
Foi simples mas lindo e emocionante demais!

Mais um motivo pra comemorar nesses 365 dias foi que eu consegui ir à minha primeira festa!!!
Muita música dos anos 80 (amoooo!!!). Foi na empresa onde trabalhei, revi ex-colegas, dancei até me acabar!
Até um pedido de perdão eu ouvi de um ex-colega com quem tive uns problemas no trabalho.
Foi muito legal.

Um detalhe que gosto de enfatizar: fiquei só no refri! Hahahahaha
Nunca precisei encher a cara pra me divertir. A música sempre me bastou!
E ainda ganhei uma carona pra voltar pra casa... de moto! Uhuuuu!!! Hahahahaha

Agora preciso dividir algo muito especial com vocês pra fechar com chave de ouro!
Apesar de saber que meus textos já ajudaram algumas amigas e conhecidas, pela primeira vez recebi um depoimento de uma desconhecida, que coincidentemente mora aqui em Porto Alegre.
Pedi autorização e ela deixou que eu publicasse...


"Oi Tais, tudo bem?
Eu estava aleatoriamente vendo uns posts do Vida Organizada e achei o seu sobre depressão e a sua filha falando sobre tomar banho e me identifiquei MUITO com você!
Antes de mais nada deixa eu me apresentar: sou a Julia, tenho 33 anos, moro em Porto Alegre, sou publicitária e desde pequena sofro com depressão. Desde os 13 venho fazendo terapia e tomando remédio de forma errática e passei várias vezes por essas coisas que só gente com depressão passa: a gente não se cuida, a gente não quer tomar banho, fazer a sobrancelha, cuidar dos dentes, manicure, cortar o cabelo, etc. etc.
Quem não passa por isso acha que somos porcas desleixadas, mas a gente vira refém da nossa própria cabeça... e se a gente tenta explicar a gente gasta uma energia do cão e desanimamos muito. A gente não quer muita coisa, só um pouco de carinho e compreensão, mas é complicado...
Vou te dizer que os últimos 5 anos foram os mais difíceis pois por conta da depressão fui demitida 6 vezes, quase perdi meu namoro e eu entrei num surto e numa crise de depressão profunda, fundo do poço mesmo, que não me dava vontade de viver. Quase tentei me matar, mas uma amiga minha maravilhosa salvou a minha vida. Enquanto eu estava numa crise horrível ela me arrastou numa reunião da Mary Kay, não sei se vc conhece (é tipo Natura/Avon, mas muito melhor hahaha) e conheci mulheres lindas e maravilhosas que me ajudaram muito no processo de cura e melhora da minha auto-estima, aí virei consultora da marca e minha vida e depressão começaram a dar uma acalmada e sou muito grata por essa amiga ter me salvado, tanto que sempre que vejo ela eu agradeço. Sempre!
Por mais que eu me afaste das pessoas sempre fico naquela esperança que alguém tente me salvar, mas muita gente me deu as costas nesse processo, muita gente que eu considerava amiga não queria nem falar comigo e sofri MUITO. Atualmente estou com medo de ter uma recaída porque não estou muito animada, mas ler o teu blog e o teu depoimento no blog da Thaís me deu uma esperança de que tudo tem solução
Emoticon smile

Obrigada pelos posts e espero que vc tenha um dia abençoado (apesar dessa chuvinha...)
-- Julia"

Fiquei emocionada quando li!
Mas sou uma manteiga derretida mesmo, né?
É muito gratificante saber que o que escrevo de coração aberto (quase escancarado) tem ajudado outras pessoas.

Mas o melhor de tudo foi receber mais uma visita da minha filha Malu e saber que mesmo com um quarto pronto pra ela na casa da avó, ela quer voltar pra casa pra perto dos irmãos...
Chorei, né?

Espero poder continuar escrevendo textos com boas notícias pra vocês.

Até a próxima! o/
.
#superação

You Might Also Like

18 comentários

  1. que legal Tais! que bom que está melhor!
    continue firme e forte, e com pensamento positivo que tudo vai dar certo! <3

    xoxo
    Guria do Século Passado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Luana!
      Eu me esforço... mas às vezes eu me sinto extremamente exausta!

      Um beijo.

      Excluir
  2. Essa questão da depressão só quem sente pode entender, quem é espectador deve respeitar, eu não tenho mas muitos familiares meus por parte de mãe tem ou já teve, duas irmãs minhas já apresentaram sintomas, minha mãe e minha avó tiveram e é complicado mesmo, tanto para quem tem como para quem convive. Fico muito feliz por vc conseguir superar a cada novo dia. Antes que eu me esqueça parabéns para os seus pais comemorar uma união de longa data é raro hj em dia :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem complicado mesmo, Carol...
      Meus filhos pagaram o pato! Hoje percebo muito da minha recuperação na vivacidade deles... e é isso que me faz continuar lutando, o que não é fácil...

      Quanto aos meus pais, acho que a lindeza da cerimônia ficou justamente pelo "longa data"... Foi lindo.
      Muito obrigada!

      Um beijo.

      Excluir
  3. Tais, bem legal seu texto.
    Superação, dedicação e jamais desistir.

    Beijos,
    Elisandra e suas UNHAS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Elisandra!
      É isso mesmo!

      Um beijo.

      Excluir
  4. Tais, eu também luto contra a depressão a 4 anos.
    É uma doença que chega silenciosa, mas é devastadora. A gente pensa mesmo em coisas ruins... e como pensa!
    Parabéns pela vitória de conseguir ficar tanto tempo sem pensar em morte!! é um passo extraordinário!!! :)
    Seu caso é um exemplo a ser seguido!!!
    Beijos Tais.... E se cuida, tá?

    www.deepluv.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei emocionada, Jessica!
      E tu tens razão... é exatamente por isso que algumas tragédias acontecem e normalmente ouvimos "mas ela parecia tão bem..." né?
      Continuemos lutando e vivendo um dia de cada vez, vencendo sempre!
      Te cuida também, tá?
      Muito obrigada.

      Um beijo.

      Excluir
  5. Que lindo teu post Taís. Acho incrível a tua luta pela tua recuperação, ainda mais sendo uma situação que muitas pessoas não entendem e julgam mal.
    Que maravilhoso que também podes estar ajudando e inspirando outras pessoas. Parabéns!
    Beijos no coração
    www.tamyb.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Tamy!
      É muito complicado ter um entendimento da situação quando não a se vive... muitos confundem com preguiça entre outras coisas...
      Mas não posso desistir não é mesmo?

      Um beijo.

      Excluir
  6. Nossa que legal Tais, fico muito feliz por vcs!!
    É muito bom quando os retornos são positivos!!
    Beijõs pra vc e pra Malu!!
    www.graccimarthins.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Gracci!
      Muito obrigada.

      Um beijo.

      Excluir
  7. Parabéns por esse post Tais. Que coisa mais linda de se ler. A maioria ainda não acredita, mas a depressão está ai, batendo na porta de cada um e é sim um caso de eterna recuperação. Mas se alegre menina, você inspirou alguém, você ajudou alguém indiretamente, esta ai o depoimento para provar. Esse sem dúvida é seu post que mais adorei. Simples, mas cheio de honestidade e sinceridade.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Andreia!
      Ler esse tipo de comentário só ajuda!

      Um beijo.

      Excluir
  8. Ei Taís! Sua garra e sua força me admiram. Não só por lutar constantemente contra a depressão nessa luta diária, mas por ter tido coragem de criar um blog e falar sobre isso. Compartilhar isso com pessoas de todos os lugares e abrir seu coração para que tantos pudessem te ler. A parte boa é poder atingir pessoas como a Julia e tantas outras que não se manifestam. Tenha certeza de que és inspiradora.
    Temos muito o que compartilhar por aqui ainda, continue firme!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei teu comentário, Johnny!
      A gente nunca sabe o que as pessoas pensam até ter o retorno, né?
      Muito obrigada pela força!

      Um beijo.

      Excluir
  9. Tais, que lindo... Um exemplo de superação!
    Essa vida é cheio de altos e baixos, de provações, de felicidades e tristezas profundas, de decepções, mas acredito que no fim das contas, a vida é maravilhosa e estamos aí pra superar todas as adversidades!
    Adorei teu texto e com certeza ainda vai ajudar muita gente o teu blog!! <3
    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Rafa!
      Concordo contigo. "Só descobrimos o quanto somos fortes quando ser forte é nossa única escolha"...
      Tomara que ajude mesmo, é super gratificante!

      Um beijo.

      Excluir

Não saia sem comentar!
Sua opinião é sempre bem-vinda e importante pra mim e pro blog.
Responderei a todos os comentários.

Obrigada pela visita.
Volte sempre!