PAUSE NA VIDA

terça-feira, julho 12, 2016




Oi Gurias e Guris!


[ Eu sei que aqui no blog "Terça é dia de Tag" mas preciso desabafar... ]


Sabe aquele (ou aqueles) momento na vida que tu para pra pensar: Que merda eu tô fazendo???
Pois é!

Estou passando por mais uma recaída, sem motivo aparente - mas certamente é porque tem ficado bem complicado não conseguir um emprego - e me peguei pensando no que "realmente" vale a pena... 

Logo quando tudo parecia estar engrenando, entrando nos eixos, se encaminhando e abrindo caminho, até uma paixão apareceu pra fazer meus olhos brilharem e meu coração bater mais forte... 

Eis que vem uma nuvem negra e pesada (dramática!) pairar sobre tudo o que eu gosto de fazer e começo a murchar, perder o interesse, a vontade, o ânimo, o fôlego... - junta aí mais uma virose que pegou pra valer em todos aqui em casa!

Aí eu afundo, me fecho numa cocha feito uma ostra, e nem adianta ouvir (ou ler) que sou forte, sou guerreira, que agora está ruim mas vai passar, que é só uma fase, que tenho filhos lindos que são minha razão de viver e precisam de mim...

Não consigo reagir nem juntar forças para abrir essa concha! É mais uma vez aquela angústia, aperto no peito, as lágrimas nos olhos... e uma pilha de "por quês?" que não consigo responder!

O que mais me preocupa durante essas recaídas são os pensamentos que passam pela cabeça... Penso tanta besteira...
Porém encontro um pouco de conforto quando percebo que ainda consigo contabilizar meus dias sem pensar em morrer: Já são 667! \o/

Como seria bom poder dar um "pause" na vida e esperar tudo se ajeitar sem perder nenhum momento precioso... Perdi tanto durante a minha depressão profunda que não quero, de forma alguma, que isso se repita! 




Então pensei em jogar tudo pro alto, o blog (já estou há muito tempo com as respostas dos comentários atrasadas, isso me aborrece!), os grupos de blogueiras do Facebook que participo... zerar, sabe?
Como se fosse adiantar alguma coisa... São exatamente o blog e a interação com as outras blogueiras que me fazem bem, funcionam como terapia pra mim e me mantêm lúcida.

O pior (ou melhor, de certo modo) é que depois de desabafar em um dos grupos (no United Blogs, que se tornou o meu xodó) e receber tantas mensagens gostosas de ler que me ajudaram a não desistir - depois de quase desidratar de tanto chorar, claro! - acabei sabendo de outras gurias que passam pelo mesmo problema de depressão ou seus primeiros sintomas. Isso acaba confortando, pois sei que muitas pessoas podem me entender e não me sinto sozinha mesmo a maioria delas morando em estados diferentes do Brasil.

Inclusive uma delas, a minha xará Thaís Regina do blog Janela de Sorrisos me mandou o link de uma imagem tão legal que até vou colocar aqui porque adorei demais!


Fonte

Também li um post (graças a Thaís) no blog da Laila Lizzy, o Escritoriando, tudo a ver com a imagem acima e me fez super bem!

Até me animei a fazer um bolo de chocolate (meus filhos agradecem!).
Acho também que vou pegar aquela tinta de cabelo que está guardada e fazê-la me ajudar de alguma forma. Talvez eu até faça aquele corte de cabelo que estou estou precisando e há tempos adiando... Porque eu mereço, né? hahahaha Ó... até ri!

Já consegui escrever esse post, mais um passo dado em direção a mais uma volta por cima!

Continuem torcendo por mim.


Até a próxima! o/
.

You Might Also Like

14 comentários

  1. Pausas são necessárias! E pensar que as coisas parecem perder o controle e que às vezes nossa própria mente faz a gente reforçar tudo de uma forma mais negativa possível. São tantas besteiras que vem à mente. Fiquei cismada com seu hábito de contar os dias sem pensar em tal coisa. Muito forte. Faz sentido não postar no Blog, até porque ele sempre tem que ser usado com carinho, quando estamos dispostas, em alguns momentos para nos alegrar porém quando estamos perto do fundo do poço fica difícil atualizar. Até pra não sermos artificiais. E é muito chato ter que fingir ou fazer as coisas por obrigação.
    Bom saber que não estamos sós. E que há mil motivos para seguir em frente. Porém tudo parece ser mais difícil do que realmente é. Sempre é bom tentar, dar um empurrãozinho, e fazer coisas que nos fazem bem sempre é válido, ainda que as coisas pareçam difíceis e a alegria pareça ser temporária. Espero de coração que além de mudança externa possamos desfrutar do bem estar interior. Eu muitas vezes me sinto bem na academia porém maltrato meu corpo com desequilíbrio dos hormônios emocionais e momentos sem alimentar direito. Rumo ao equilíbrio! Parece utópico, clichê, mas temos que viver e superar tudo isso. Ainda dentro de nós há uma pessoa maravilhosa que tem uma vida preciosa que não merece ser despedida. Até porque nenhuma vida merece isso.
    Beijos de uma United Girl lá de Pernambuco, como você falou dos diferentes cantos do Brasil me senti obrigada a citar meu Pernambuco rsrs
    Beijos

    www.juhlihipy.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Ju! Sempre parece ser mais difícil do que realmente é.
      Conto meus dias sem pensar "em tal coisa" porque durante 2 anos foi um pensamento fixo que tive, quando comecei a me recuperar e saí do poço, percebi que não pensava mais nisso. Desde então, mesmo tendo minhas recaídas, não cheguei mais ao ponto de pensar "em tal coisa" novamente, o que considero uma grande vitória!
      E por mais que não acreditemos, se não nos esforçarmos todos os dias, pra sair da cama e viver mais um dia... a recuperação será muito mais difícil. Toda a ajuda, toda a conversa, todo o apoio serão sempre válidos, mas de nada adiantarão se o esforço não partir de nós mesmas, né?
      Muito obrigada, mais uma vez, pelo apoio. Rumo ao equilíbrio!

      Um beijo de uma United Girl do Rio Grande do Sul, tchê! hahahaha

      Excluir
  2. Oi Tais, bom ver que você postou, se comunicou com o mundo e partilhou com a gente seus momentos conflitivos. Vou te sugerir um livro que me ajudou e muito. "Mulheres que correm com lobos" de Clarissa Pinkola Estés. Mitos e histórias do arquétipo da mulher selvagem.
    Fora isso, vou continuar acompanhando você, pessoa tão sensível.Também tem um lema no grupo Anônimo que eu frequento que diz assim: VÁ COM CALMA, MAS VÁ!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Sandra!
      Acaba sendo a melhor forma que encontro pra aliviar um pouco essas sensações ruins que volta e meia me afligem.
      Gostei da indicação do livro e vou procurá-lo.
      E acho que já sigo esse lema, pois sempre vou no meu tempo, sem abusar dos meus limites.
      Muito obrigada.

      Um beijo.

      Excluir
  3. Ô minha linda,saiba que estarei sempre torcendo por ti!Comecei a acompanhar teu blog,por gostar do teu jeito,como tu escrevia e como tu era/é.Comecei a ter uma vontade enorme de ser sua amiga,de conversar contigo,bater um papo,pois sei,o quanto é horrível,essa doença chata chamada depressão.Como tu mesma disse,ela nos prende e cada dia,é mais difícil ainda,se desprender das garras da maldita.Eu sei o que tu passou.Sim,estava ainda,no início,mas,como eu sou "profunda" demais,eu sentia todo esse sofrimento em dobro.
    Quando eu descobri,lendo teu blog,que tu também tinha essa doença,vou te confessar,que me deu até um certo alívio,senti a mesma coisa que tu sentiu,ao descobrir que outras pessoas também tem,vi que tinha gente que me entendia,passou pelo o que eu passei.
    Quando entrei no United Blogs e a gente,ficou amiga no facebook,me senti tão acolhida,tão bem,naquele grupo maravilhoso e comecei a gostar tanto de ti,que quando deu uma oportunidade,não pensei duas vezes (deu um pouquinho de medo),mas ,fui lá e puxei conversa.Resultado:Comecei a gostar mais ainda de ti,mesmo,não te conhecendo (olha que estranho isso!)
    Como eu te disse,digamos,que tu é minha "amiga blogueira virtual" mais próxima de mim,se é que tu me entende e é tão bom,ter uma amiga,tão "parecida" digamos assim.Afinal,somos blogueiras e temos essa doença em comum,além de que,eu adoro filmes de dança,gosto de ler e de blogar.Viu?Igual tu!Hahaha...
    Eu sei o quanto essas recaídas são difíceis,parece que os dias não passam.Tenho isso,de vez em quando e nós duas sabemos,que sempre teremos dias assim,mas nós duas,também sabemos,que isso passa.Demora,mas tudo passa e são com essas recaídas,que vamos aprendendo a sermos fortes e guerreiras.Não podemos cair,por qualquer tropeço.A vida é linda.É tão bom viver,apesar de tudo isso.Não podemos abandonar nossas coisas,nossa felicidade.
    Eu sei que a crise tá grande (e como tá!!) e que não tá fácil achar emprego,mas essa crise,também passa.E pensando pelo lado positivo (sim,tem esse lado,haha) ,talvez,esse tempinho,seria até bom,pra ti descobrir novos caminhos e quem sabe,uma nova Tais?
    Mudar?Recomeçar?Por quê não?NUNCA É TARDE!
    Eu te desejo as melhores vibrações,muita positividade,saúde,paz e felicidade (não é teu aniversário,mas,não existe dia marcado,para desejar o bem).Torço muitão por ti,ainda quero te conhecer,conhecer tuas fofurinhas (Malu,Pedroca e Manu),tomar um bom chimarrão e conversar muito contigo.
    Sempre que tu precisar conversar,A SENHORITA,POR FAVOR,ME CHAME e sempre também,que precisar dar um pause na vida,dê também,pois é necessário e são nesses "pause" que a gente se reencontra...ou se encontra.
    Também quero te dizer,que eu adoro muito teu blog e o United e que tu não pode desistir,por mais complicado que for,pois tu faz uma falta enorme,pra nós.Tua presença,mesmo que virtualmente,marca,por onde passa,no caso,por onde conecta,haha.
    Bom,é isso.Um hiper mega super beijo,para a Alice do Mundo Real (essa é tu,haha) e te acalma,que a tua felicidade está sendo toda planejadinha,bem direitinha,por Deus!

    P.S:Corta o cabelo e manda foto,até porque, ter uma "amiga virtual blogueira" já é bom,mas uma "amiga virtual blogueira poderosa e linda" é melhor ainda!

    Não desanima,não,ok? <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe de uma coisa? Amo demais quando recebo comentários longos no meu blog. Aí vem o meu anjo (essa é tu! hahaha) e deixa praticamente uma CARTA pra mim! <3
      Chorei, né?
      São palavras tão lindas e de um sentimento tão profundo pra alguém tão nova... Estou aprendendo muito contigo e ficando muito feliz com isso.
      Te agradeço muito por todo esse reconhecimento quanto ao meu esforço em manter o blog (e a mim) de pé, e por todo esse apoio e compreensão que tem me dado mesmo sem eu pedir... Te confesso que tem me ajudado muito e tem tornado mas "fácil" superar mais essa.
      Tenho idade pra ser tua mãe e não me sinto mal por isso, pois tu conquistou tanto o meu respeito e admiração que já sonho com meus filhos te conhecendo e seguindo o teu exemplo! Espero do fundo do coração, que isso um dia possa acontecer.
      Muito obrigada por tudo!
      TE ADORO, minha "filha virtual"! <3 <3 hahahaha

      Um beijo.

      P.S: Pretendo cortar o cabelo nesse findi. Se ficar legal, vou postar até no blog. Mas com certeza postarei no face e tu vai poder ver, vou até te marcar na foto, quando postar. <3

      Depois desse comentário maravilhoso, não posso desanimar de jeito nenhum!

      Excluir
  4. É o que minha mãe fica dizendo por não conseguir emprego. Casei e mudamos de cidade, já faz 10 meses e nada de emprego, eu no fundo não me importo, o problema são as contas, são elas que me deixam louca. Finalmente meu marido conseguiu emprego mês passado, menos um hahahaha
    Mas sabe, as vezes é preciso ficar triste mesmo, tu disse que já teve depressão e deve ser uma merda mesmo, a lembrança dela batendo na porta.... mas não tem como estar bem sempre!

    Agora, uma coisa que o psicólogo do meu marido aconselhou ele: o leão é só um gatinho!
    E to levando isso pra vida e me ajuda muito, nos ajuda, espero que te ajude tbm!

    Ah, vim pela integração do grupo do facebook.

    Até o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo comentário, Nana.
      Já tinha ouvido essa do leão... Vamos ver se me ajuda também.

      Um beijo.

      Excluir
  5. Depressão é complicado e fico feliz que você já a tenha superado e esteja contando os dias em que está bem, pois isso ajuda e muito!
    Você é uma guerreira sim, mesmo eu não te conhecendo, sei disso, pois você está aqui, postando em seu blog e fazendo tudo o que gosta!
    Também não consigo emprego na área em que estou estudando e às vezes fico mal por isso, mas tento sempre pensar positivo e colocar a culpa na crise shuahsuashua brincadeira!

    Enfim, fico feliz que você esteja bem!
    Tente pensar positivo, eu sei que é muito difícil, mas tente, afinal pensar positivo é de graça shuhsauhsaushua

    E eu concordo com você: às vezes é bom dar uma pausa em tudo. Também tenho essa vontade!

    Adorei seu blog e já estou seguindo <3

    Beijos
    Inverno de 1996

    ResponderExcluir
  6. Com certeza é muito chato tudo isso, essas nuvens negras que teimam em pairar na nossa vida. Sei por experiência própria o quanto é difícil, então qualquer coisa que traga um pouquinho de brilho pra nossa vida é mais que bem vindo.

    Pensa assim: você não está sozinha. Além de todas as pessoas que passam pelas mesmas coisas diariamente, você tem amigos e uma família que te apoia, além do seu esforço para melhorar. Isso é ótimo! Mas lembre que sempre é a hora certa para pedir ajuda e desabafar. Seja na internet, com a família ou um especialista. Fico muito feliz em estar nesse post, porque me anima MUITO ver que sou útil para alguma coisa HAHAHAHA sério, adoro quando consigo ajudar alguém.

    Ps: você conhece o CVV (cvv.org.br/)? É uma organização super bacana feita para ajudar pessoas que precisam conversar sobre esses assuntos, dá uma olhada, acho que você pode gostar! <3

    Bjs, Tais!

    www.escritoriando.com

    ResponderExcluir
  7. Já te falei e vou repetir: Desistir, JAMAIS! Eu tô passando por um momento confuso também. Chego cansada do trabalho, não tô conseguindo forças pra gravar, nem escrever no blog. Mas com o tempo (E talvez agora com a colaboração da galera nas interações que te coloquei lá, que sou administradora), eu consiga voltar! Tu é maravilhosa e não deixa que ninguém te faça pensar o contrário disso! Acho que nós até sabemos talvez, de onde tenha começado essa tua recaída, né? Mas a gente tá aqui pra te pegar pela mão, braços, pernas, puxar a tua orelha e não te deixar desistir! E eu também aceito o bolo de chocolate, viu?! HAHAHAHAHAH Beijoca, linda! <3

    ResponderExcluir
  8. Oi Tais, tudo bem? Não sei nem como começar esse comentário, mas vamos lá. Acredito que todas as pessoas em algum momento passam por algo semelhante, seja crise na família, crise profissional, ou mesmo não conseguir se encaixar ou sentir que não pertence a algum lugar (como eu penso algumas vezes). As vezes penso qual o retorno das coisas que tenho feito? Será que vale a pena continuar nesse caminho? Ou é hora de parar de mudar de rumo? Ou como algumas pessoas dizem pausar a vida? Em alguns momentos vale a pena parar, refletir, analisar o que estamos fazendo, se isso faz bem pra nós e se não é hora de conhecer pessoas diferentes, mudar de casa, experimentar outros tipos de roupa, mudar o visual, as vezes pequenas mudanças fazem grande diferença. É preciso ouvir o coração, e buscar o que é melhor pra nós, mesmo que pra isso seja necessário abrir mão de algumas coisas que pensamos serem eternas. O lado bom? É que é tudo passageiro, uma hora a tristeza se cansa de nós e vai embora. Assim como o desânimo, a falta de vontade de fazer as coisas, até nossa vontade de viver. Precisamos respirar fundo, contar até 10 e colocar um sorriso nos lábios. Acredito que isso já seja 50% do caminho rs Melhoras florzinha! Beijos, Érika ^-^

    ResponderExcluir
  9. Taís, finalmente consegui sossegar um pouco pra te escrever... como eu disse lá no meu post, (que era mais uma resposta a esse do que ao meu kkkkk) eu já tive depressão e todos esses pensamentos que vc já teve. Piorou qndo o divórcio aconteceu, e foi dificil sair, na época. Mas eu quero dizer pra vc que é possível sair sim! só não pode desistir! Mais fácil falar que fazer, mas eu prometo que funciona.
    Vivendo um dia de cada vez, a gente precisa se "empurrar" todos os dias. Quando eu fazia terapia minha psicologa dizia que eu era a maior responsável por decidir se meu dia seria bom ou ruim, e na grande maioria das vezes eu decidia que seria bom e funcionava.
    Uma boa maneira de viver um dia de cada vez é ocupando a mente! Já tentou conhecer algo diferente para fazer? de repente uma atividade que vc possa fazer sozinha, algo só seu, tipo um journal, ou um album de scrap? ocupar a mente é o que me mantém ativa e longe dos remédios, ou da deprê...
    De qquer forma, vc acabou de fazer uma amiga, estarei sempre por aqui acompnhando sua evolução ♥
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  10. Tais querida, fico triste em te ver assim, mas tambem aliviada que já estás melhorando! Tenta te manter ocupada mesmo com teus filhos e com coisas que te fazem feliz, mesmo que sejam bem simples. E saiba que pra qualquer coisa estamos aqui <3
    boa semana :)

    Red Behavior

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar!
Sua opinião é sempre bem-vinda e importante pra mim e pro blog.
Responderei a todos os comentários.

Obrigada pela visita.
Volte sempre!